Sede própria com 70.000 metros quadrados, 32 anos de história e uma capacidade de produção de milhões de peças de roupa por mês.

Com essas credenciais de fazer inveja num mercado repleto de iniciativas “aventureiras”, a Marka da Paz, enfim, começa a se preparar para ganhar o mundo.

Nessa entrevista ao upline.news, o CEO Eduardo Batista comenta sobre os planos de internacionalização, os segredos da longevidade do negócio e como a diversificação de produtos está mudando o jogo da empresa.

“Hoje, a moda representa cerca de 60% do nosso faturamento. E a tendência é que as outras linhas de saúde e beleza cresçam cada vez mais nos próximos anos”, afirma Batista.

Como começou a história da Marka da Paz e essa identidade tão forte com o Cristianismo?

Eduardo Batista: A Marka da Paz nasceu em 1990 com os meus pais Itamar e Valdirene. Naquela época, eles participavam ativamente de vários projetos da igreja aqui na região de Goiânia (GO).

E em uma dessas iniciativas, meu pai se comprometeu a doar todo o estoque para construir salas de aula de um projeto ligado à igreja.

Deu muito certo e, na inauguração da escola, uma das irmãs se aproximou  e disse que meu pai nunca mais daria conta de atender a demanda, pois Deus havia conhecido o seu coração e faria os seus negócios prosperarem.

Naquele momento, a produção era de 30 camisetas por mês. E dali em diante os pedidos duplicaram mês a mês e até hoje isso tem se cumprido.

E como surgiu a decisão de entrar para o Marketing Multinível?

A decisão foi tomada em 2015 e ficamos 1 ano e 7 meses nos estruturando para começar do jeito certo no Multinível, em 2017.

Na época, o meu irmão Guilherme Batista, que hoje é nosso diretor de projetos sociais, ficou muito conhecido por pregar em escolas e para times de futebol.

Em todas essas ocasiões, ele levava as camisetas de presente e gerou um interesse muito grande das pessoas revenderem.

Foi então que começamos a estudar melhor o Marketing Multinível e foi um sucesso tão grande, que em três meses abandonamos todos os outros canais e concentramos todas as nossas forças neste modelo de negócio.

Em que medida a pandemia afetou a empresa?

Em 2020, no início da pandemia, a gente achou que ia baquear. 

Mas fizemos algumas adaptações, ampliamos o portfólio e crescemos mais de 600% naquele ano. Foi uma loucura.

A que se deve esse crescimento tão significativo naquele momento caótico da economia?

As pessoas estavam desesperadas e a Marka da Paz, por sua vez, tinha uma oportunidade sólida pra elas obterem uma nova renda.

Além disso, o momento de dificuldade fortaleceu ainda mais os laços com a nossa rede, que entendeu a necessidade de duplicar os esforços pra fazer as coisas acontecerem.

Nós simplesmente quadruplicamos o número de consultores ativos neste período.

E como foi essa história de que a empresa virou caso de polícia durante o pico da pandemia?

Lá no início da pandemia começamos a fabricar máscaras de tecido e as vendas foram uma loucura.

Isso nos obrigou a alterar o registro da nossa indústria para poder comercializar esses materiais de proteção.

Por coincidência, quando o lockdown chegou, nós éramos uma das únicas empresas que tinham permissão para ficar aberta, pois tínhamos esse registro específico pra fabricar as máscaras.

Ou seja, passamos a sofrer denúncias quase todos os dias de que não poderíamos estar funcionando.

Um dia foi até curioso, pois ao mesmo tempo que tinham 18 viaturas aqui na fábrica, havia uma fila imensa de pessoas entregando currículos pra poderem trabalhar.

Graças a Deus não precisamos fechar nenhum dia e pudemos contribuir de uma forma importante naquele período tão desafiador.

Por que vocês optaram pela diversificação dos produtos além das roupas?

Ao longo dos anos, começamos a perceber que alguns produtos são como curingas no Multinível, como os suplementos, os chás e a própria linha de perfumaria.

A gente se inspirou no modelo da Amazon, que antes era uma livraria virtual e teve um sucesso absurdo optando pela diversificação.

Hoje nós temos produtos que deram muito certo como o clareador dental, os óleos ozonizados, os chás, os suplementos e agora estamos entrando forte também na área de cosméticos.

A moda ainda é nosso carro-chefe, pois representa cerca de 60% do faturamento. Mas a tendência é agregar cada vez mais produtos de saúde, beleza e bem-estar.

Olhando para o mercado de Multinível, como você enxerga os diferenciais da Marka da Paz?

Para alguém ter sucesso no Multinível depende de dois fatores: uma oportunidade real e uma estrutura sólida.

Você não precisa se perguntar se a Marka da Paz estará de pé daqui a 10 anos. Afinal, nos últimos 32 anos nós estamos aqui no mesmo lugar e crescendo.

Quando um consultor apresenta o plano para alguém, ele traz junto uma promessa de mudança de vida. E temos a obrigação de oferecer as condições pra que isso aconteça.

Além disso, temos uma oportunidade de geração de renda muito grande através dos nossos produtos e do nosso plano de negócios.

E nossa identidade é muito forte. Não existe alguém que olhe para a Marka da Paz e compare com outra empresa.

Como a empresa buscou se estruturar nos últimos anos para suportar o crescimento no Multinível?

Hoje temos uma sede com 70.000 metros quadrados, dois galpões com mais de 5.000 metros quadrados cada e uma área própria que só o terreno vale mais de R$ 18 milhões. 

No meio da pandemia compramos uma máquina de corte a laser que faz sozinha em uma hora o que quatro funcionários faziam no dia inteiro. 

Compramos também três máquinas de silk que nos permitem fazer 1.500 camisetas por hora em cada uma delas, sendo que antes conseguíamos fazer 2 mil camisetas por dia.

Agora vamos investir forte na fabricação própria de outros tipos de produtos, para garantir um crescimento ainda mais forte e seguro.

Nós sempre buscamos a longevidade muito mais do que a velocidade. 

Muitas vezes poderíamos ter recorrido a maneiras artificiais de atrair líderes e inflar os resultados, mas nunca caímos nessa armadilha. O tempo provou que estávamos certos.

Você tem quase a mesma idade do que a sua empresa. Como você se preparou para assumir como CEO?

Eu assumi em 2018, quando tinha 26 anos. Apesar de muito jovem, eu sou formado em Administração, Direito e em algumas pós-graduações.

Além disso, eu vivi esse negócio minha vida inteira e sempre busquei muitos conhecimentos de desenvolvimento pessoal que me deram base pra cumprir esse papel.

Como vocês lidam com essa relação tão próxima entre negócio e religião?

O Cristianismo não é religião. O chamado de Jesus não é pra abrir uma igreja e se aglomerar em determinada região, mas sim de ser um imitador como Ele em Cristo. 

O que nós fazemos é um estilo de vida. 

Se você parar pra pensar, os princípios da Bíblia são milenares e quem os segue se dá bem na vida. 

Nós vivemos de acordo com esses princípios, nunca tivemos nenhum escândalo e isso tem protegido as pessoas.

Inclusive, já tiveram líderes que cresceram muito aqui e optaram por sair justamente por não viverem conforme essa nossa identidade. 

Em 2021, você fez um vídeo que ficou famoso sobre o que as pessoas não sabiam sobre a Marka da Paz. Hoje, o que você acha que todos precisam saber da empresa?

O que eu gritaria pra todo mundo é que a Marka da Paz sempre foi muito movida por promessas que Deus nos fez, desde o início. 

Toda segunda-feira tem um culto que acontece de manhã na nossa fábrica e sempre convidamos alguns amigos. 

Em 2015, antes de entrarmos no Multinível, num desses cultos um pastor amigo nosso disse que vê sobre nós a bênção de Abraão. 

Ele disse ter visto uma grande árvore que produz frutos imensos e que milhares de pessoas do Brasil inteiro viriam colher. 

Naquela época, a gente tinha 17 representantes. Ou seja, não acreditamos 100% pois não tinha como ter mais de 1.000 representantes.

E hoje temos dezenas de milhares de pessoas com a gente pelo país inteiro.

Nesse mesmo dia, ele disse que Deus entregou uma segunda visão, mas nessa segunda visão eram milhares de pessoas dos quatro cantos do mundo que viriam até a Marka da Paz.

Essa ainda vai se cumprir.

Como estão os planos de expansão global?

Hoje nossos produtos já estão nos Estados Unidos, Peru, Uruguai, Portugal, Canadá e mais alguns países, mas ainda não através do nosso sistema. 

Confesso que internacionalizar não era algo que eu queria agora, pois há muito espaço para crescer e estruturar no Brasil.

Mas parece que estamos sendo tão empurrados, que está chegando a hora de colocar esse plano de expansão em prática.

Fábio Guedes é jornalista e atua desde 2017 na Venda Direta e Marketing Multinível, construindo estratégias de conteúdo e comunicação institucional para grandes empresas e lideranças do mercado. Atualmente, presta consultoria de Comunicação e Marketing para empresas de Venda Direta, MMN e Franchising e é editor-chefe do portal upline.news

13 Comentários

  1. SIMONE TEIXEIRA DE FREITAS on

    Sou impactada com a história da Marka da Paz,muito lindo o trabalho dessa família e de uma união que só Deus explica!

    • Lilian Cristina Siqueira da Silva on

      Que maravilha…Que Deus continue abençoando essa empresa..E nos ajude alcançar cada dia mais altos patamares com essa MÃE DA PAZ!!!

    • Sofia Pivovarova on

      Desde un primer momento creí en esta compañía, Dios te pone en el camino oportunidades y depende de uno tomarlas y saber escuchar con el corazón para ser guiados por nuestro Padre. Estoy segura que esto será grande en Perú, juntos con la ayuda de la familia Batista y con la gran empresa Marka Da Paz ayudaremos a muchas personas a cambiar sus vidas, estoy infinitamente agradecida con Dios y con la Familia Batista

    • Ricardo Rui Silva on

      Já trabalhei com o Mkt de Relacionamento há 28 anos com 6 empresas, e sou grato por todas elas , aprendi muito. Agora ao conhecer Marka da Paz e Participar da Convenção, conhecer a seriedade, força, fé e humildade dos Fundadores e presidentes Itamar e Valdirene Batista, e toda equipe de lideresce CEO e Ação Social, ficou um sentimento, esse é o lugar certo para uma parceria de quem quer aprender, trabalhar e crescer em um negócio. Obrigado Marka da Paz.

  2. Davi Capistana on

    Hoje claramente a Marka da Paz é a melhor oportunidade em Marketing de Relacionamento do Brasil e agora vamos ao MUNDO ! Parabéns meu CEO Eduardo Batista.

  3. Liliane Paranhos on

    A empresa que nos dar a segurança de um futuro extraordinário. Boraaa pro mundo. Parabéns meu diretor Eduardo Batista!

Deixe um comentário

© 2022 Todos os Direitos Reservados a Upline.News

Assine nossa Newsletter

Receba em primeiro lugar as novidades e conteúdos exclusivos do Upline.News



This will close in 0 seconds