Autorresponsabilidade. Poucas palavras são tão mencionadas quanto essa nos treinamentos sobre como ter sucesso na Venda Direta e Marketing Multinível.

Autorresponsabilidade para cumprir as ações geradoras de resultado, mesmo sem ter um chefe no seu cangote.

Autorresponsabilidade para dar o exemplo à sua equipe de como deve se portar um empreendedor bem-sucedido neste mercado.

Autorresponsabilidade para não apontar culpados pelo seu eventual fracasso.

Mas e quando um líder faz uma escolha claramente equivocada apenas para suprir suas necessidades financeiras imediatas, sem se importar com a sua equipe?

Publicidade

E quando uma empresa faz promessas maiores do que pode cumprir para gerar uma atração enganosa para o seu negócio?

Bem, nestes casos a autorresponsabilidade é deixada de lado para culpar o primeiro bode expiatório que surgir pela frente.

O líder culpa a empresa, a empresa culpa o líder, os consultores culpam todo mundo e ninguém analisa a si próprio.

Esses são apenas alguns dos vários casos em que esquecemos o princípio de que somos os responsáveis pelas nossas próprias decisões.

Se uma escolha sua o levou à queda, não seria por um descuido seu de não ter avaliado a situação como deveria, se deixando influenciar cegamente pelo calor do momento?

Olha, eu mesmo já caí nessa armadilha de responsabilizar os outros pelas minhas decisões erradas nos negócios — e que não foram poucas, diga-se de passagem.

E a verdade é que hoje, analisando com calma, fica claro o quanto errei por analisar mal determinados cenários. Por ser otimista demais. E por acreditar somente naquilo que soava bem aos meus ouvidos.

É muito difícil assumir os próprios erros, ainda mais num mercado que preza tanto pela aparência e pelas histórias heroicas.

Mas culpar outras pessoas pelos nossos fracassos será sempre a pior maneira de reagir, pois você criará o hábito de tomar más decisões e fugir das consequências, num círculo vicioso que não fará bem a ninguém.

Obviamente este artigo não é um recado a alguém em especial, mas sim um alerta sobre um comportamento que é comum no nosso mercado e em todas as áreas onde o relacionamento humano está presente.

Por isso, filtre bem quando ouvir uma história em que alguém se coloca como vítima de todas as situações. Você, provavelmente, está diante de um vitimista.

E não há pior companhia do que essa para quem deseja crescer na vida e nos negócios.

Fábio Guedes é jornalista e atua desde 2017 na Venda Direta e Marketing Multinível, construindo estratégias de conteúdo e comunicação institucional para grandes empresas e lideranças do mercado. Atualmente, presta consultoria de Comunicação e Marketing para empresas de Venda Direta, MMN e Franchising e é editor-chefe do portal upline.news

Deixe um comentário